Faça parte. Contribua

Vamos juntos manter o Instituto Lula em atividade neste primeiro semestre de 2018

Participe

Instituto Lula

Menu

Obras que foram palco de protesto não existiriam sem Lula

20/03/2018 18:03

Lula em frente à Unipampa em Bagé. Foto: Ricardo Stuckert

Nesta terça-feira, 20, a caravana #LulaPeloSul percorreu cerca de 240 km entre as cidades de Santana do Livramento e Santa Maria. Na estrada BR-158, segundo o deputado Paulo Pimenta, a polícia interceptou um carro que trazia no porta-malas pedras, rojões e bombas. No dia anterior, ruralistas convocaram uma manifestação com tratores e guindastes em frente ao campus Bagé da Universidade Federal do Pampa, a Unipampa. 

A nota bizarra do protesto é que nem a universidade nem a estrada existiam antes dos governos Lula e Dilma. As transformações provocadas no Sul pelas políticas públicas dos governos progressistas beneficiaram pelo menos 10 milhões de pessoas, cerca de um terço da população. 

A política de expansão do ensino superior público é um bom exemplo. Já em 2011, Debora Nayar Hoff, Aline Schimidt San Martin e Mauro Barcellos Sopeña publicaram um estudo que concluía pela "importante influência da universidade no desenvolvimento regional, com promissores resultados previstos para longo prazo" . 

“A direita fascista deveria ter vindo protestar quando criei a Unipampa, porque a elite nunca quis que o pobre tivesse acesso à universidade”, disse Lula na segunda-feira. O Ministério Público havia questionado a visita do ex-presidente à universidade criada por ele.

A expansão da malha rodoviária é outro caso emblemático. A BR-158, que no Rio Grande do Sul liga o centro do estado à região da fronteira, virou realidade nas administrações do federais do PT, quando a obra, incluída no Plano de Aceleração do Crescimento, foi finalmente concluída.

"Veja que ironia, os rojões e bombas foram interceptados na BR 158: uma estrada prometida há 50 anos para nossa região e que só existe graças a Lula e Dilma", disse o deputado Paulo Pimenta, que é de Santa Maria.